terça-feira ,16 Janeiro 2018
Home / Noticias / Abertos os Jogos Escolares de 2016

Abertos os Jogos Escolares de 2016

Cerimônia no Ginásio de Esportes do Cruzeiro teve a participação do ex-jogador de basquete Pipoka

Thiago Marcolini, da Agência Brasília

5 de maio de 2016 – 18:54

Foto: Pedro Ventura/Agência BrasíliaO ex-jogador de basquete João José Viana, o Pipoka, recebeu a tocha do estudante Diogo Vitor PereiraO ex-jogador de basquete João José Viana, o Pipoka, recebeu a tocha do estudante Diogo Vitor Pereira

Com o Hino Nacional executado pela banda do Centro de Ensino Fundamental 2 do Guará, a 56ª edição dos Jogos Escolares do Distrito Federal foi aberta na tarde desta quinta-feira (5) durante cerimônia no Ginásio de Esportes do Cruzeiro. Os primeiros jogos serão de futsal, na segunda (9), e o torneio seguirá até outubro.

A abertura do evento foi às 14h30. Grupos convidados de dança de rua e ginástica artística se apresentaram para os alunos das 118 escolas públicas e particulares presentes. As delegações de cada instituição desfilaram no centro da quadra. Além disso, a pira dos Jogos Escolares foi acesa pelo ex-jogador de basquete João José Viana, o Pipoka, atleta brasiliense que já disputou o torneio e competiu em três olimpíadas.

Responsável pela leitura do juramento da competição, a estudante do Centro de Ensino Fundamental 3 de Sobradinho Geovana Chame, de 12 anos, participa do torneio pela primeira vez. Inscrita nas modalidades de atletismo e vôlei, ela garante que o mais importante é competir. “Gosto muito da prática esportiva. Claro que ganhar é bom, mas gosto mesmo de participar e me divertir.”

“Os jogos desenvolvem o espírito esportivo nos alunos. Além da motivação de defender as escolas, a competição ajuda no desenvolvimento da cidadania”, ressaltou o secretário de Educação, Júlio Gregório Filho.

Em busca da primeira medalha nos Jogos Escolares, a estudante do Colégio Militar Dom Bosco Larissa Maria Rodrigues, de 15 anos, participa pela segunda vez e quer colocar o nome da escola entre as primeiras colocadas do ranking 2016. “Ano passado, eu estava só no caratê. Neste ano, vou tentar handebol também. O que quero é representar bem meu colégio.”

A competição
Organizado anualmente pela Secretaria de Educação desde 1961, o evento esportivo reúne estudantes de todas as regiões administrativas do Distrito Federal. “Os jogos são muito tradicionais, e o intuito social do torneio é muito forte. A integração entre esporte e educação é fundamental”, afirmou a secretária do Esporte, Turismo e Lazer, Leila Barros, durante a cerimônia de abertura da 56ª edição.

O torneio é dividido em duas categorias, de 12 a 14 anos e de 15 a 17. Com exceção do vôlei de praia, as modalidades disputadas são as mesmas. Haverá provas de atletismo, badminton, basquete, futsal, ciclismo, ginástica rítmica, judô, luta olímpica, natação, tênis de mesa, xadrez, handebol, vôlei, vôlei de praia e caratê.

Os vencedores representarão o DF nos Jogos Escolares da Juventude, organizados pelo Comitê Olímpico do Brasil, em setembro e novembro em João Pessoa (PB).

Inscrições
A Secretaria de Educação espera superar os 8 mil inscritos do ano passado. As modalidades coletivas da categoria de 12 a 14 anos já estão com as inscrições encerradas, mas as escolas ainda podem inscrever os estudantes nos esportes individuais por meio do site da pasta. A ficha preenchida deve ser entregue por um representante do colégio no Centro Integrado de Educação Física, na 907/908 Sul, ou na sede da Secretaria de Educação, no Setor Bancário Norte, Quadra 2, Bloco C, Ed. Phenícia. Os prazos variam de acordo com a modalidade. O período da categoria de 15 a 17 anos será entre 1º e 30 de junho.

Quanto ao total de escolas inscritas, são 190 para a faixa etária mais jovem (119 públicas e 71 particulares). A região com maior número de instituições participantes é o Plano Piloto, seguido por Ceilândia.

Também estiveram no evento desta tarde o secretário-adjunto da Secretaria de Educação, Clóvis Lucio da Fonseca Sabino, e o gerente de Educação Física e Desporto Escolar da pasta, Luís Maurício Montenegro, o secretário interino Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social do Ministério do Esporte, Célio Renê, e o administrador regional do Cruzeiro, do Sudoeste e da Octogonal, Paulo Feitosa.

Você pode Gostar de:

STF decide que estrangeiro tem direito a receber benefício social do INSS

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (20) que estrangeiros com residência permanente no Brasil …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *