sábado ,19 outubro 2019
Home / Cidades - DF / Ceasa e Secretaria da Mulher firmam parceria com a Rede Sou Mais Mulher

Ceasa e Secretaria da Mulher firmam parceria com a Rede Sou Mais Mulher

Por meio desta cooperação, as produtoras e as feirantes ganharão, entre outras coisas, assistência da ouvidoria da central de abastecimento

O presidente da Central de Abastecimento (Ceasa-DF), Wilder Santos, e a secretária da Mulher, Ericka Filipelli, assinaram, nesta quinta-feira (27), um termo de  cooperação com a Rede Sou Mais Mulher. 

Agora, a Ceasa-DF agora faz parte de uma respeitada associação que busca criar políticas públicas e ações para garantir o apoio e igualdade de acesso às oportunidades sociais e empresariais às mulheres.

Ericka Filippelli atentou para o fato de um espaço ainda tão importante para o crescimento econômico e convivência social, como as feiras, começarem a dar atenção às demandas cotidianas das mulheres.

“Infelizmente os números não mentem: as mulheres sofrem pela falta de oportunidade, pelas desigualdades no tratamento quando comparadas com os homens e com diversos tipos de violências. E nós, juntos, podemos melhorar a vida das mulheres com parcerias como essa estabelecida neste dia”, pontuou.

A iniciativa permitirá que a Secretaria da Mulher alcance o público feminino da Ceasa por meio de ações conjuntas com as centrais de abastecimento do Distrito Federal, além de incentivar outros órgãos a também entrarem no programa. Uma das ações a serem postas em curso é a assistência da Ouvidoria da Ceasa-DF para as produtoras e feirantes do Mercado Livre do Produtor da Ceasa-DF.

Durante o evento, também foi lançado o Programa de Boas Práticas Agrícolas, em parceria com o Sistema Agricultura (Ceasa-DF, Emater-DF e Seagri-DF). O projeto seguirá um calendário nos próximos anos e causará um grande impacto no mercado. A ideia é aumentar a produtividade da comercialização no ambiente da Ceasa-DF.

Você pode Gostar de:

Manifestantes saem às ruas em defesa de Moro em dia de novos vazamentos

Manifestantes comparecem a atos marcados em 88 cidades para protestar contra “ataques à Lava Jato”. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *