sexta-feira ,25 Maio 2018
Home / Brasil / Política / Servidores do DER pedem à Câmara Legislativa investigação sobre queda do viaduto no Eixão

Servidores do DER pedem à Câmara Legislativa investigação sobre queda do viaduto no Eixão

Entidades representativas dos servidores do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER) apresentaram à Câmara Legislativa, nesta quinta-feira (15/02), um pedido de investigação sobre a queda do viaduto da Galeria dos Estados, no Eixão Sul. A iniciativa acontece cerca de uma semana após a exoneração de Henrique Luduvice da diretoria-geral da autarquia.

Viaduto da Galeria dos Estados

Segundo o documento, o DER não é responsável pela manutenção de viadutos e passarelas subterrâneas dos Eixos Rodoviários Sul e Norte. São competência do órgão apenas as ações de fiscalização do trânsito, a sinalização e a pavimentação das rodovias.

As entidades apontam que estudos, projetos e contratos de restauração do viaduto da Galeria encontram-se nas mãos da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap). “Enfatiza-se, ainda, que segundo entrevistas gravadas pela imprensa, o próprio projetista estrutural do viaduto, o engenheiro Bruno Contarini, diz que tal estágio de deterioração daquela Obra de Arte Especial [viaduto] seria resultante de 30 a 40 anos sem adequada manutenção”, frisa o texto.

O ofício é assinado pelas entidades ASSENDER [Associação dos Engenheiros do DER], ASDER [Associação dos Servidores do DER], ASSAAP [Associação dos Servidores Ativos, Aposentados e Pensionistas do DER] e AAGETRAN [Associação dos Técnicos de Trânsito Rodoviário do DER], as quais afirmam o desejo de que “seja apurada a realidade sobre o ocorrido, com o objetivo de resgatar a verdade dos fatos, ensejando, assim, perante o Corpo Técnico desta autarquia e a sociedade geral, um juízo de valor justo e verdadeiro”.

Além da Câmara Legislativa, receberam a documentação o Tribunal de Contas do DF (TCDF), a Controladoria-Geral do DF, o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia,  o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do DF e o Clube de Engenharia.

Manifestações de apoio

Esta não é a primeira vez em que servidores do DER mostram descontentamento com a responsabilização da autarquia pela queda do viaduto. No dia seguinte à exoneração de Luduvice, cerca de 300 pessoas ficaram em frente à sede do órgão, de acordo com cálculos dos organizadores, para manifestação em repúdio à decisão do governador Rodrigo Rollemberg, por considerarem a demissão injustificada. O ex-diretor-geral foi substituído por Márcio Augusto Buzar, antigo diretor de edificações da Novacap.

Ao CB.Poder, a assessoria de imprensa do Palácio do Buriti informou que “o Governo de Brasília prestará todas as informações que forem solicitadas” e acrescentou que “a prerrogativa de escolher o dirigente do DER é do governador”.

 

Você pode Gostar de:

TRF1 adia depoimento de Lula em ação penal da Operação Zelotes

De acordo com a decisão, Lula só pode ser ouvido após o depoimento de testemunhas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *